...
Ana Rita Carmo

Ana Rita Carmo

Educação

2016 – Pós graduação em Terapia de Casal no CPSB – Centro de Psicoterapia Somática em Biossíntese Curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores.
2014 – Membro da European Association for Psycotherapy.
2007 – Pós-graduação em Psicoterapia Somática em Biossíntese no CPSB – Centro de Psicoterapia Somática em Biossíntese.
2004 – Terapeuta Florais Saint Germain.
2002 – Terceiro Nível de Reiki.
1998 – Licenciatura em Psicologia Clínica e de Aconselhamento na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
Psicóloga Clínica membro efetivo da ordem dos psicólogos e especialista em Psicologia Clínica e da Saúde.

Profissional

Desde 2015 – Professora/Formadora da Pós-Graduação em Biossíntese CPSB – Centro de Psicoterapia Somática em Biossíntese.
Desde 2014 – Supervisora de Psicoterapeutas em Estágio da Pós-graduação em Biossíntese.
Desde 2009 – Diretora da Clínica de Acompanhamento Terapêutico de Baixo Custo, CPSB – Centro de Psicoterapia Somática em Biossíntese.
2008/2012 – Professora/Assistente no 8º curso de Pós-graduação em Biossíntese no CPSB – Centro de Psicoterapia Somática em Biossíntese.
2005/2009 – Acompanhamento clínico a adolescentes e adultos na Clínica “Tratse” na Parede.
1999/2009 – Acompanhamento clínico a adolescentes e adultos na Clínica Médica “São Paulo” na Malveira.

Pessoal

Tenho muitas paixões na minha vida, a minha família, o mar, a montanha, o som dos pássaros, meditação, e muitas mais. Venho de uma família grande e desde muito cedo que sentia que tinha uma vontade em compreender e ajudar os outros e a mim mesma. Na altura queria ajudar tudo e todos, mais tarde percebi que isso chama-se vocação. Sinto que tenho a melhor profissão do mundo, poder acompanhar os meus pacientes numa etapa do seu caminho e mostrar-lhes os cruzamentos, eles escolhem para onde querem ir e eu acompanho-os, eles vivem experiências, sentem emoções, observam as suas crenças, encontram sol e chuva, pedras e flores, e vamos dançando com o que a vida vai trazendo. Às vezes conseguimos retirar as pedras, outras vezes contornamo-las, outras ficamos molhados com a tempestade, e outras vezes felizes ao sentir o sol. Acompanhar o meu paciente neste caminho é o que confere significância ao trabalho que desenvolvo, poder ajudar alguém a alterar os seus estados de angústia, ansiedade, desconforto, ou profundo mal-estar e encontrar um recurso, uma construção, é um desafio que faz sentido todos os dias. Um caminho que também faço na minha viagem da vida.
Despeço-me com esta frase: “…Um terapeuta é uma alma ferida…” David Boadella.

Especialidade

Psicologia Clínica | Psicoterapia Corporal